Pesquisar canções e/ou artistas

15 julho 2010

196. A canção tocou na hora errada

Para Paulo Vítor

"A canção tocou na hora errada" (Ana Carolina, 1999) traduz o trauma do sujeito que, tendo composto uma canção para alguém, perdeu o time exato: enquanto o rádio tocava, veio o temporal e o outro não ouviu a canção.
O sujeito se vale te ter guardado as cartas (em letras de forma: aquelas que dificultam o exame de reconhecimento grafológico) do outro. Possivelmente cartas inspiradoras da canção. Não sabemos, pois tudo aqui é sugestão.
Em "A canção tocou na hora errada", Ana Carolina suaviza seu poderoso timbre e dá voz ao sujeito ensimesmado, remoendo a falta de sorte. Sabendo da dificuldade que é ter uma canção tocada no rádio, ainda mais se for um cancionista iniciante, o ouvinte se solidariza com o sujeito. A empatia vem da certeza dos descaminhos dos sentimentos: querer demonstrar o amor e o universo conspirar contra.
Tudo pode ser ouvido também como metáforas sobre a relação afetiva: quando o sujeito estava pronto para amar, veio a "tempestade" e levou o outro embora; quando o sujeito ia cantar o outro, e assim arrebatar o outro para si, a "tempestade" impediu.
Sem o canto do outro não existimos: o outro, inspiração do sujeito, se pulveriza na imaginação, perde o vigor e morre. Quantas vezes as relações perdem o tempo exato (e eterno enquanto dure) de existir?
Agora, enquanto o trauma do sujeito é cantado, a canção se faz ouvir. Mas, por causa do temporal o outro não escuta: "Mas não tem nada não eu até lembrei das rosas que dão no inverno".

***

A canção tocou na hora errada
(Ana Carolina)

A canção tocou na hora errada,
e eu que pensei que sabia tudo
Mas se é você eu não sei nada,
quando ouvi a canção, era madrugada
Eu vi você, até senti tua mão
e achei até que me caia bem como uma luva
Mas veio a chuva e ficou tudo tão desigual

A canção tocou no rádio agora, mas você não
pode ouvir por causa do temporal,
Mas guardei tuas cartas com letras de fôrma
Mas já não sei de que forma mesmo você foi embora

A canção tocou na hora errada, mas não tem nada não,
eu até lembrei das rosas que dão no inverno
Mas guardei tuas cartas com letras de fôrma
Mas já não sei de que forma mesmo você foi embora

4 comentários:

Frasinha disse...

Confesso que fico ansiosa pra saber qual a musica do dia.Já é um vício!Comentei isso hj com uma amiga, sou fã da forma com que as musicas (orgulho de conhecer praticamente todas)são detalhadas por vc!Chega a ser hipnotizante!

Frasinha disse...

Ah!Confesso tb que sempre canto as canções no final de cada post...assim vejo-as numa nova perspectiva.

Frasinha disse...

Ah!Mais ainda confesso que adoro os comentarios entre parênteses, qdo parece que está td mto bem explicado surge uma explanação ainda melhor!

Simone Santos disse...

Essa música é linda demais, letra, melodia, é um hino a um amor perdido no tempo, no espaço, suspiros...
Valeu, como sempre perfeito na escolha das músicas!!!
www.simonemais.blogspot.com/