Pesquisar canções e/ou artistas

05 abril 2010

95. Eu vou tirar você desse lugar

Definir uma canção como "brega" ou "cafona" é mais cafona que a (suposta) cafonice apontada. Além de simplista, a definição, no mais das vezes, esconde o preconceito e a preguiça de pensar sobre aquele tipo de canção que não passa pelo cânone estabelecido por um grupo que, em quase nada, representa o todo.
Dito isso, é preciso observar como o brega virou cult. Saiu dos puteiros para as baladas dos moderninhos. O interesse pelo estilo pop-chiclete, com as regravações estilosas, estão aí para provar.
Em "Eu vou tirar você desse lugar", Odair José (corajoso autor de "Pare de tomar a pílula") tem a ousadia luminosa de cantar o amor entre um cara qualquer e uma prostituta. Claro, há outras interpretações. Mas aqui, podemos ler um sujeito que vai até o local de trabalho de sua amada e canta seu amor, sem medo. Canta a vontade de lhe dar uma outra vida.
Ora, assumir a paixão (a inclinação sexual) por uma prostituta, em épocas de ditaduras e imposição de certa moral, é (sempre) extremamente revolucionário.
A empatia foi instantânea. Não só as moradoras dos bordéis, mas também as classes mais oprimidas, usaram a canção de Odair como hino do desejo por dias melhores. E a canção se tornou um clássico (!) do povão.
O Los Hermanos (ao regravar a canção para a trilha sonora do filme A taça do mundo é nossa (2003)) tentou, com sucesso, manter o tom direto e afetivo-rasgado da versão de Odair José. Os meninos mantiveram o clima e o sabor do gesto (com voz algo chorosa e acompanhamento lento), para apresentar a mensagem ao (novo) público.

***

Eu vou tirar você desse lugar
(Odair José)

Olha, da primeira vez que eu estive aqui
foi pra me distrair
eu vim em busca de amor

Olha, foi então que eu te conheci
naquela noite fria
nos seus braços os problemas esqueci

Olha, da segunda vez que eu estive aqui
Já não foi pra me distrair
eu senti saudades de você

Olha, eu precisei dos seus carinhos
Eu me sentia tão sozinho e já não podia mais te esquecer

Eu vou tirar você desse lugar
Eu vou levar você pra ficar comigo
E não me interessa o que os outros vão pensar

Eu sei que você tem medo de não dar certo
Acha que o passado vai estar sempre perto
E que um dia eu vou me arrepender

Eu quero que você não pense em nada triste
porque quando o amor existe
o que não existe é tempo pra sofrer

2 comentários:

dadina disse...

adoooorooooo essa musica.

ADEMAR AMANCIO disse...

Odair josé,fase setentista,era o cara.e nunca foi o favorito das meretrizes e sim das empregadas domésticas.As prostitutas sempre gostaram do batidão sertanejo.